- Por que vale a pena investir em imóveis durante a crise?

Apesar da recessão, especialistas afirmam que este é o momento ideal para aquisição de um imóvel.

Dados da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) revelam que o setor apresentou forte crescimento ao longo de 2020. Em meio a pandemia provocada pelo novo Coronavírus e a crise econômica, o mercado registrou um aumento do potencial de vendas, principalmente no terceiro trimestre.

Somente neste período, o indicador apresentou uma grande movimentação no mercado imobiliário, com o crescimento de 57,5% de unidades vendidas em todo país.

De acordo com Irene Medeiros, consultora imobiliária, perita judicial e pós-graduada em direito imobiliário, a valorização do imóvel se deu principalmente devido as mudanças provocadas pela pandemia. Novos comportamentos surgiram com o isolamento social e as pessoas passaram a ficar mais tempo em casa, criando uma demanda por espaços mais amplos.

Mas por que investir em imóveis neste momento? Segundo Medeiros, as taxas de juros mais baixas (as mais atrativas do setor em décadas), somadas ao aumento de lançamento e venda de imóveis criou uma disputa justa no mercado que tem beneficiado os compradores – seja para compra como moradia ou fonte de renda futura ou imediata). Além disso, os financiamentos tornaram-se mais que atrativos neste período, principalmente com os bancos públicos e privados disputando a “atenção” dos clientes.

Vale ressaltar que o financiamento imobiliário é um instrumento de fidelização do cliente no longo prazo, isto explica essa briga saudável entre os bancos para concessão de crédito deste tipo de recurso.

Mas como lucrar com a compra de um imóvel?

Nem sempre a aquisição de um imóvel é destinada a moradia do comprador (considerada como bem de uso). Muitos decidem investir em unidades habitacionais como forma de obter uma renda extra mensal, um adicional ao salário. A vantagem ao alugar o imóvel é que o mesmo estará protegido da alta de preços do mercado e das despesas para mantê-lo.

Além disso, esta é uma das formas mais seguras de investimentos realizadas por brasileiros. Com a valorização do imóvel, tanto na hora da revenda quanto no contrato de aluguel, o proprietário acaba se beneficiando e lucrando com ambas transações. Isto também se aplica caso a compra do imóvel seja feita à vista, já que o financiamento afeta o valor do investimento.

Especialistas do setor explicam que os contratos de aluguel são reajustados com base no IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado) e/ou no IPCA (Índice Preço ao Consumidor Amplos) – cujos índices são diretamente afetados pela inflação e, normalmente, o mercado imobiliário se beneficia dessa alteração anual, ainda mais com a baixa da taxa Selic, impactando diretamente na valorização do imóvel.

As maiores vantagens para investimento ou moradia, neste momento, são resultado direto das opções oferecidas pelo mercado imobiliário. Além da briga por preço, a facilidade de crédito e financiamento mais atrativos têm chamado a atenção de compradores, que buscam novas alternativas em meio a pandemia. “Atualmente, as principais demandas dos investidores são por apartamentos com varanda, área gourmet, mais cômodos ou casas”, revela a consultora.

Medeiros ressalta a importância de analisar os imóveis e estar atento as oportunidades; pesquisar bastante as opções do mercado; e analisar as ofertas de crédito. “Os melhores investimentos são aqueles que se encaixam no seu perfil: expectativa, possibilidade e perfil”. Por isso, entrar em contato com a empresa responsável pelo empreendimento e conversar com especialistas colabora na hora da decisão de adquirir ou não um determinado imóvel.

Imóvel na planta

A consultora explicada que uma excelente opção de investimento e uma alternativa para quem tem mais tempo para planejar o pagamento das prestações - ou deseja negociar a entrada, as parcelas e as condições do financiamento - é o imóvel na planta. “Comprar um imóvel na planta significa formas de pagamento facilitadas, juros baixos e muito potencial de valorização. E é exatamente por isso que os imóveis na planta são uma das opões de investimentos mais disputadas. Independente se o objetivo for comprar para revender ou alugar futuramente. As pessoas de forma geral, dão preferência para imóveis novos, condomínios estruturados e bem localizados”, conclui Medeiros.

Este site armazena cookies em seu computador. Esses cookies são usados para coletar informações sobre como você interage com nosso site e nos permite lembrar de você. Usamos essas informações para melhorar e personalizar sua experiência e para análises e métricas sobre nossos visitantes, tanto nesse site quanto em outras mídias. Para obter mais informações sobre os cookies que usamos, leia nossa Política de Privacidade.